quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Terry Riley, uma pérola em Portugal

O compositor americano Terry Riley é um nome que dispensa (ou deveria dispensar) apresentações. Em Portugal o trabalho deste influente  compositor, agora com 75 anos, passou quase totalmente à despecebido (a única excepção parece-me ter sido a sua visita a Lisboa em 1995 para um concerto memorável no S. Luís, felizmente registado em CD.) 
Podemos, no entanto, dar graças pelo facto de que o desinteresse luso se afigura não ter beliscado o prestígio e a carreira magnífica deste compositor. E Terry Riley há-de certamente estar grato aos portugueses por não ter, assim, sido particularmente prejudicado pela indiferença nacional...
No blog vizinho destes “Fragmentos” encontrarão algo sobre o concerto em si.  Aqui limitar-me-ei a dizer que foi pena assistir a este magnífico evento, numa sala cuja lotação oficial é de 899 lugares, na companhia de menos de 90 pessoas. Ainda por cima, destas menos de 90 pessoas, algumas ainda saíram a meio, certamente por forma a não perturbar com o seu enfado os que ficaram. 
Louve-se-lhes a intenção...



PS- Acabo de saber que a New Albion (a editora que publicou o Lisbon Concert) acabou a sua actividade. Agora só é possível ouvir o Lisbon Concert em mp3... Estou em estado de choque!