quarta-feira, 17 de maio de 2006

O homem das castanholas

Tentei fotografá-lo enquanto conduzia mas não consegui. Para que todos pudessem acreditar nesta história. 
Tinha parado num sinal vermelho e pareceu-me ouvir atrás de mim... umas castanholas. Era verão, tinha os vidros bem abertos. O som parecia provir do carro que estava parado atrás do meu. O facto parecia-me tão insólito que pensei tratar-se de uma qualquer alucinação. O sinal abriu, afastámo-nos e eu esqueci o caso, concentrando-me na condução.
Recomecei a ouvir, entretanto, as castanholas. O carro referido, reaproximva-se e acabou por me ultrapassar. 
Surpresa! Pude então ver e ouvir o condutor que passava ao meu lado: dos altofalantes do carro saía uma música cheia de "salero" enquanto ele, impassível, praticava as suas castanholas e conduzia ao mesmo tempo...

Que novo artigo terá de ser incluído no Código da Estrada para combater o uso de castanholas durante a condução...? E a Prevenção Rodoviária? Irá lançar a campanha "Se conduzir... não toque castanholas?!” 
É que hoje são castanholas, mas amanhã o que será? Tuba? Piano?! Bateria??!!!

sexta-feira, 12 de maio de 2006

Vida prática

Uma conhecida loja de produtos culturais (cujo nome me abstenho de referir aqui a menos que me paguem a publicidade...), cada vez mais dedicada à venda de electrodomésticos, existe uma área na sua secção de livraria encimada pelo sinal que a foto mostra. 
Não sei se se trata de uma sugestão subliminar, se é o resultado de uma qualquer filosofia comercial secreta, produto de uma acção fortuita, ou a imprevista iniciativa de um funcionário anónimo. 
O resultado não deixa, em todo o caso, de dar vontade de rir. Convenhamos...